terça-feira, 1 de agosto de 2017

Sport Recife vence o Bahia na Fonte Nova após 28 anos

Patrick, Henriquez e Ronaldo Alves protegem a zaga diante do atacante do Bahia, diante do atento goleiro Magrão. Foto: Estadão.

30 de julho de 2017 (Domingo)

Os desfalques de Samuel Xavier, Rithely, Diego Souza e André não foram problemas para o Sport Recife na tarde deste domingo. Sem os quatro titulares, o Rubro-negro foi conduzido por Everton Felipe e Lenis para bater o Bahia por 3 a 1, dentro da Arena Fonte Nova. Cirúrgico no ataque e seguro na retaguarda (apesar do “apagão” defensivo no início do segundo tempo), o Leão renova o moral após ter apresentado baixos rendimentos das duas últimas partidas da temporada. Com o resultado, continua bem posicionado no G6 da Série A, além de quebrar um tabu de 28 anos sem vencer na Fonte Nova.

Principal articulador da equipe, Diego Souza teve uma substituto à altura. Everton Felipe deixou a ponta, iniciou o jogo mais centralizado, ditou o ritmo no meio de campo e articulou as principais jogadas na função de DS87. O setor estava encaixado também com seus volantes. O reserva Rodrigo, que supria a lacuna deixada por Rithely, e Patrick aplicavam uma marcação sob pressão, já no campo do Bahia.

Por conta do empenho defensivo, o Rubro-negro conseguiu neutralizar o adversário e também roubar a bola que resultou no primeiro gol. Justamente Rodrigo ganhou disputa com Mendonza e tocou para Lenis. Titular graças à ausência de Diego, o colombiano começou sua melhor atuação no ano servindo
Everton Felipe na grande área: 1 a 0, aos 18. Gol para coroar o rendimento do prata da casa. O mesmo Lenis perdeu uma chance claríssima para ampliar a vantagem.

Os pernambucanos estiveram mais próximos do segundo gol, enquanto o Tricolor de Aço só conseguiu crescer mesmo de produção no fim do primeiro tempo. Magrão chegou a defender uma meia-bicicleta de Renê Junior. O máximo que fez um aparentemente desinteressado Bahia durante os 47 minutos jogados na etapa inicial.

Com dez minutos no segundo tempo, o Bahia criou sua melhor chance no jogo. Magrão operou um “milagre” para defender chute de Zé Rafael. Everton Felipe respondeu na sequência. Jean salvou. Porém, ao contrário da etapa inicial, o Sport estava muito relaxado no combate e deu novas brechas ao Tricolor. Aos 13, um cruzamento de Matheus Sales vindo na direita, por onde Mena começava a ser falho, terminou em Rodrigão. O atacante se aproveitou de falha de Ronaldo Alves e deixou tudo igual.
Everton Felipe marca o primeiro gol da vitória histórica diante do Bahia. Foto: Agência Lance.

No ataque, Ronaldo Alves se redimiu do erro lá atrás minutos depois. Com 20 jogados, Lenis deu uma de “garçom” de novo e cruzou para o zagueiro empurrar a bola para as redes: 2 a 1. Na frente no placar, o Sport se restabeleceu defensivamente. Voltou a ser o Sport do primeiro tempo. A equipe ainda botou uma bola na trave do Bahia e não permitiu uma nova reação dos mandantes. Os adversário se atiraram. No contra-ataque, Everton Felipe ainda perdeu um gol cara a cara com Jean. Foi “fominha”, não tocou para Índio e chutou em cima do goleiro. Mas Lenis, o melhor em campo, deixou o dele na aberta zaga adversária depois de cruzamento de Raul Prata.

Bahia 1

Jean; Régis Souza (Juninho), Tiago, Lucas Fonseca e Matheus Reis; Renê Junior, Matheus Sales e Régis (Vinícius); Zé Rafael, Mendoza (Gustavo Ferrereis) e Rodrigão. Técnico: Jorginho.

Sport Recife 3

Magrão; Raul Prata, Henríquez, Ronaldo Alves e Mena; Patrick, Rodrigo (Fabrício), Thomás (Sander), Lenis e Everton Felipe; Juninho (Índio). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.  

Estádio: Arena Fonte Nova (Salvador-BA). Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO). Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Cristhian Passos Sorence (GO). Cartões amarelos: Juninho, Ronaldo Alves, Thomás, Henríquez, Lenis (Sport); Vinícius (Bahia). Gols: Everton Felipe (18’ do 1ºT), Ronaldo Alvez (20’ do 2ºT) e Lenis (46’ do 2ºT) (S); Rodrigão (13’ do 2ºT (B).  Público: 17.689. Renda: R$ 400.285,50.

Por: Yuri de Lira/ Diário de Pernambuco.


Nenhum comentário:

Postar um comentário